Festival do Folclore - Olímpia-SP
Notícias
 
Versão para Impressão - Clique AquiVoltar para a Página AnteriorEntre em contato conoscoIr para a Home Page
O FESTIVAL DE FOLCLORE E SUAS SEDES - Festival do Folclore - Olímpia-SP
O FESTIVAL DE FOLCLORE E SUAS SEDES
02/07/2014

Falar de folclore em Olímpia é perpetuar pleonasmo; pois este pedaço do Brasil, em agosto – mês do folclore – se transforma em palco nacional onde se congregam grupos folclóricos e parafolclóricos de todas as áreas culturais do país.

Ao longo destes quase 50 anos, o festival passou por dois locais antes de chegar à sua sede atual, a Praça de atividades Folclóricas “Professor José Sant’Anna”.

Do primeiro festival (1965) ao décimo oitavo (1982), a nossa festa maior teve como seu palco central a Praça Rui Barbosa e da Matriz.

Do décimo nono (1983) ao vigésimo primeiro (1985), o festival foi realizado no Centro de Esportes e Recreação “Olintho Zambon”

E do vigésimo segundo (1986) até os dias de hoje é realizado na antiga Praça das Atividades Folclóricas “Prefeito Wilson Zangirolami”, atualmente com o nome de Praça de Atividades Folclóricas “Professor José Sant’Anna”, homenagem ao criador de nossa Festa maior, como ele mesmo chamava o Festival.

Praça de atividades esta que um dia foi um sonho do Professor, e que hoje, sem duvida alguma, é uma realidade.

O conhecido “Recinto do Folclore” se tornou um espaço sagrado para as manifestações folclóricas e da Cultura Popular já que é o maior monumento erigido às atividades folclóricas do país.

Chegando próximo a comemoração dos 50 anos de nosso Festival, o ideal do Professor Sant’Anna floresceu como sementeira abundante e Olímpia há de ser para sempre a adorada Capital do Folclore, erguida pelo valor e pelo brio de um festival de esplendor majestoso.

De 09 a 17 de agosto será comemorado os 50 anos desse ideal, dessa festa, de nosso Festival e conhecê-lo é tão importante para a Nação como a religião é para a alma.

O Brasil se faz presente de corpo e alma, grandioso, palpitante, a desfilar nos espaços que Olímpia lhe reserva. Cantos, músicas, danças e trajes, os mais variados e exóticos, são ouvidos e vistos, assim como outras manifestações folclóricas, revelando costumes, tradições, passado, presente, aculturação, etc.

Como dizia o criador de nossa festa maior, o professor José Sant’Anna:

“Sem conhecer esta cidade e observar o movimento que lhe imprime a aglomeração de tanta gente nos dias da realização de seu principal Festival, é impossível descrevê-la.

 

Cristian Daniel Assis

Diretor do Museu de História e Folclore “Maria Olímpia” e

Delegado Nacional de Cultura 

Mais Notícias
25/03/2017 :
Primeira Reunião Efetiva para Realização do 53º FESTIVAL DO FOLCLORE
16/08/2016 :
Festival do Folclore encerra 52ª edição anunciando homenageado de 2017
04/08/2016 :
52º Festival do Folclore será transmitido AO VIVO pela internet
03/08/2016 :
Minifestival receberá grupos e escolas durante o dia no 52º FEFOL
15/07/2016 :
Vila Brasil mantém programação com violeiros e quitutes do Fundo Social
Outras Notícias 

 

 

 

52ª Edição
   
Menu - 51º Fefol
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 

       
 
 
 
 
Festival do Folclore
 
  OlímpiaWeb - Clique e Conheça