Festival do Folclore - Olímpia-SP
Notícias
 
Versão para Impressão - Clique AquiVoltar para a Página AnteriorEntre em contato conoscoIr para a Home Page
Coordenadoria e Saúde adotam medidas sanitárias severas dentro do Recinto - Festival do Folclore - Olímpia-SP
Coordenadoria e Saúde adotam medidas sanitárias severas dentro do Recinto
05/08/2009

Barraqueiros devem servir alimentos com o máximo cuidado, maionese e condimentos em sachês, não falarem ou tossirem, e sempre copos, pratos e talheres descartáveis.

Uma cartilha com medidas sanitárias está sendo entregue para cada barraqueiro ou prestador de serviços dentro do Recinto dos Festivais durante a realização do 45º Festival Nacional de Folclore (Fefol). Essa cartilha era entregue também nas edições anteriores, mas foi ampliada e reforçada com novas precauções devido à nova gripe Influenza A H1N1.

Sucessivas reuniões foram realizadas com as equipe da secretária municipal da Saúde Silvia Forti Storti e da coordenadora municipal dos Festivais, Maria Aparecida de Araújo Manzolli, para que ações sejam tomadas durante os dias de realização do Fefol 2009, ou seja, a partir do primeiro dia, sábado (8), até o domingo da próxima semana (16).

“Queremos tranquilizar a população e, principalmente, os frequentadores do 45º Festival, de que estaremos cumprindo todas as determinações passadas pela Secretaria Municipal da Saúde que, por sua vez, cumpre o ordenamento da Secretaria de Estado e do Ministério da Saúde. O que existem são boatos, inclusive maldosos, de que o Festival não seria realizado por causa dessa nova gripe, o que é uma inverdade. Vamos, sim, realizar o Festival com força total, com a inspiração constante do professor José Sant’anna, o seu criador, e com a proteção de Deus e de nossas autoridades sanitárias e, o principal, contando também com o cuidado que cada cidadão deve ter, não apenas dentro do Recinto dos Festivais, mas dentro de suas casas, enfim, no dia a dia”, disse Cidinha Manzolli.

OS ALIMENTOS
Os manipuladores de alimentos, principalmente, deverão usar uniformes de cor clara, bem conservados, limpos, usados somente nas dependências internas do estabelecimento, sapato fechado, gorro, luvas e máscaras pertinentes ao serviço prestado.

As bancadas devem estar limpas e em bom estado de conservação. Além disso, os alimentos devem apresentar as características organolépticas (aquelas características que podem ser observadas a olho nu, sem necessidade de exames laboratoriais) inalteradas. Os vendedores e manipuladores em geral estão proibidos de tossirem, espirrarem e falarem sobre os alimentos ou enquanto estiver ocorrendo a manipulação. Somente será permitido oferecer ao público copos, canudos, pratos e talheres descartáveis.

Produtos como condimentos, molhos e temperos para sanduíches e similares, devem ser oferecidos em saches individuais, vedada a utilização de dispensadores de uso repetido (as bisnagas, por exemplo). A comissão organizadora do Fefol determina, ainda, que está expressamente proibida a utilização de maionese que não seja industrializada. O Os alimentos semi-preparados ou preparados devem ser manuseados com pegadores ou instrumentos apropriados, sem contato manual.

AS BARRACAS
As barracas dentro do Recinto dos Festivais devem estar em bom estado de conservação e limpas, com área livre de insalubridade, ausência de lixo, animais, insetos e roedores. Piso limpo e em bom estado de conservação. As bancadas devem ser impermeáveis e livres de focos de contaminação, com lixeira com pedal e tampa.

Os banheiros terão sempre paredes, piso, lavatórios e sanitários limpos, saboneteira com sabonete líquido, papeleira com toalhas de papel descartável, procedimento por escrito afixado na parede do lavatório sobre a forma correta de lavagem de mãos, papel higiênico, lixeira com pedal e tampa. Os frequentadores do 45º Festival sempre encontrarão um funcionário da limpeza nos banheiros durante todo o período para manutenção da limpeza e reposição de materiais (toalhas de papel e papel higiênico).

A HIGIENE
Cuidados também com atitudes que funcionários, barraqueiros, e todos que trabalharão neste 45º Festival devem ter, como, por exemplo lavar as mãos sempre que chegar ao trabalho, utilizar os sanitários, tossir, espirrar ou assoar o nariz. Eles devem lavar as mãos, também, sempre que utilizarem vassoura, rodo ou outros materiais de limpeza; fumar; recolher lixo e outros resíduos; tocar em alimentos não higienizados ou crus; pegar em dinheiro; for colocar luvas.

Os funcionários dentro do Recinto dos Festivais devem estar em bom estado de saúde sendo este caracterizado por ausência de sinais de doenças infecto-contagiosas ou qualquer outra patologia que apresente aspecto repugnante.

ALOJAMENTOS
Há muitos boatos, também, envolvendo a questão dos alojamentos durante a realização do 45º Fefol, uma vez que os grupos permanecerão, como de costume – e até que o prefeito Geninho Zuliani (DEM) construa, em definitivo, os alojamentos exclusivos para os Festivais de Olímpia – nas escolas. Porém, a Coordenadoria dos Festivais adotou as diversas providências.

De acordo com a legislação sanitária vigente, os alojamentos deverão possuir: área correspondente a, no mínimo, 5 metros quadrados por leito, e não inferior em qualquer caso, a 8 metros quadrados, podendo ser restringido à uma distância mínima de 50 cm entre um leito e outro.

Instalações sanitárias separadas por sexo com acessos independentes, contendo para cada sexo no mínimo, uma bacia sanitária um chuveiro e um lavatório para um grupo de 20 pessoas. Saboneteira com sabonete liquido, papeleira com toalhas de papel descartável, procedimento por escrito afixado na parede do lavatório sobre a forma correta de lavagem de mãos, papel higiênico, lixeira com pedal e tampa.

Além disso, um funcionário fará limpeza e desinfecção do banheiro pelo menos três vezes por dia. E, claro, toda a água servida, tanto para beber quanto para elaborar refeições, será tratada.

REFEITÓRIOS
Este ano haverá uma cozinha totalmente remodelada, dentro do Recinto dos Festivais, para elaborar as refeições e servi-las com mais dignidade para os visitantes, inclusive abolindo de vez os pratinhos que eles tinham de carregar, incomodamente, durante as refeições. Bandejas foram adquiridas pelo prefeito Geninho, a exemplo dos grandes ‘fast foods’.

Além dessa nova cozinha, os refeitórios deverão possuir piso revestido com material resistente liso e impermeável, forro de material adequado, podendo ser dispensado em caso de cobertura que ofereça proteção suficiente; paredes revestidas de material liso, lavável, resistente e impermeável até a altura de dois metros no mínimo.

Sempre com água tratada, lavatórios individuais ou coletivos, e supervisão de nutricionista que terá a responsabilidade de orientar as cozinheiras sobre as boas práticas de manipulação e fabricação de alimentos. Além disso, na cozinha deverá existir lavatórios com sabonetes líquidos e toalhas descartáveis. Em caso de refeitórios isolados deverá possuir sanitários independentes para os dois sexos, atendendo a legislação específica. Todas as lixeiras terão pedal e tampa, e o lixo deverá ser recolhido após cada horário de refeição.

Mais Notícias
25/03/2017 :
Primeira Reunião Efetiva para Realização do 53º FESTIVAL DO FOLCLORE
16/08/2016 :
Festival do Folclore encerra 52ª edição anunciando homenageado de 2017
04/08/2016 :
52º Festival do Folclore será transmitido AO VIVO pela internet
03/08/2016 :
Minifestival receberá grupos e escolas durante o dia no 52º FEFOL
15/07/2016 :
Vila Brasil mantém programação com violeiros e quitutes do Fundo Social
Outras Notícias 

 

 

 

52ª Edição
   
Menu - 51º Fefol
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 

       
 
 
 
 
Festival do Folclore
 
  OlímpiaWeb - Clique e Conheça